Ó HOMEM!... PORQUE NÃO LOUVA A DEUS?!


   Neste universo há tanta coisa importante que é concedida ao ser humano sem que tenha precisado a intervenção deste, muito menos a auto-submissão de tais coisas para com ele, pois é sobejamente sabido que o homem é incapaz de adquirir para sí mesmo todas as componentes necessárias da vida. O sol dá-nos o calor e dá vida à terra sem esperar por isso troca alguma, muito menos haver a intervenção humana. A chuva cai do céu e abastece-lhe a água abundantemente da qual vocé bebe sem precisar de envidar esforço ou dispender força para a sua caida. E o ar (oxigénio) existente ao seu redor, através do qual respira sem precisar de exercer esforço algum. A terra pelo simples facto de semear nela o grão, dá frutos. A noite e o dia alternam-se para que assim consiga repousar e para que consiga buscar o sustento durante o dia; Não é vocé que trouxe a luz do dia, muito menos é vocé que trouxe a escuridão da noite, contudo, repousa durante a noite e realiza seus trabalhos durante o dia sem precisar de intervir nos movimentos da natureza à sua volta. E através do sol e da lua vocé conhece a sua história e não foi vocé quem facultou o início da história e a sua simplicidade.

Todas estas e outras incontáveis coisas não foram criadas pelo homem, mas sim foram criadas para o homem e, encontrou-as no universo a fim de servir-se delas sem que haja alguma cobrança por isso, muito menos esforço da sua parte de te-las. portanto não é digno dizermos: Louvado seja Deus pelo imensurável favor de subjugar o mundo ao serviço do homem?! Na verdade que sim é digno de louva-LO.

Entretanto, ninguém por tão vasto que seja o seu conhecimento poderá alegar que tenha criado o sol ou as estrelas ou a terra ou poderá alegar ter elaborado as leís da natureza ou  tenha colocado a camada na atmosféra ou alegar  ter criado a si mesmo ou criado a outrem.

Todos estes sinais dão-nos evidências claras da existência de um Ser Majestoso Criador, Ele foi quem fez surgi-las e foi Quem as que criou… por um lado existem as evidencias que são estáticas para nos lembrarem, em todos momentos, consoante aquilo que elas contêm de sinais indicadores da existência de Um Criador, e por outro lado existem as que são móveis para nos lembrarem de seus movimentos, todas vezes que tornarmo-nos negligentes e para nos orientarem para o Criador deste enorme universo.

O sol nasce nas manhãs para nos lembrar da inimitabilidade desta criatura formidável e põe-se para nos lembrar da grandeza do Criador… E a alternância do dia e da noite ocorre à nossa vista, todos os dias, para que fiquemos atentos e despertados… E a chuva cai do céu para nos lembrar da divindade de Quem a fez cair.

A plantação germina da terra, regada com a única água, para nos lembrar do poder de Deus, pois a ordem é dele, não precisou reunir instrumentos, possibilidades,  e materiais, mas a questão é muito simples, apenas uma única água tirou cada variedade com sua cor, forma, sabor, cheiro e constituição diferente da outra, e chegada a época de colheita, os frutos e plantas desaparecem (com a colheita)…e chegada a época de cultivo, tudo volta novamente.

Portanto deprendemos com isso que tudo que existe neste universo e é móvel serve para lembrar-nos quando esquecemo-nos e, faz-nos saber que na verdade existe Um Majestoso Criador.

Decerto, todos esses sinais de Deus neste universo fazem-nos perceber que Deus é  digno de louvor…A vida que Deus nos presenteou, os sinais que colocou no universo, mostram-nos portanto, que este mundo tem um Majestoso Criador.

Deus muito antes de criar-nos, colocou para nós incessantes razões de gratidão dentre várias mercês, criou- para nós os céus e a terra, a água e o vento. Colocou na terra o sustento até o dia da ressurreição… E estes favores são dignos de louvar-Se; visto que Deus colocou tais mercês (no universo) muito antes da existência da espécie humana e, quando o homem foi criado, tais mercês já existiam para sentir-se bem acomodado. Não obstante se tais mercês não antecedessem a existência humana e fossem criados depois dele, ele  podia ter perecido enquanto aguarda pela existência de tais mercês.

Portanto eis a oferta divina para o homem, prepara-lhe as mercês num momento enquanto ainda no ventre da sua mãe; Pois este encontra  já um ventre preparado para o acolher, e um alimento suficiente durante o período de gestação para dele se alimentar. E quando sai para o mundo, Deus coloca no peito da sua mãe o leite que sai no momento que ele sente-se esfomeado e conté-se no momento que estiver saço e estanca por completo quando o período de amamentação termina.

E encontra um pai e uma mãe que lhe fornecem as componentes da vida até torna-se maduro e depender de sí mesmo… E isto tudo acontece antes do homem chegar na fase da responsabilidade (encargo) e muito antes de conseguir  dizer: {Louvado seja Deus}.

E assim concluímos que as mercês/ graças sempre antecedem o agraciado… O homem uma vez que diz: “Louvado seja Deus”, porque a razão do louvar, que são as graças, existiram no mundo muito antes da existência do individuo. Decerto que por tudo que existe neste universo é razão louvar-se Deus, O Altíssimo, todavia, o homem louva a existência e esquece que facultou a existência (Deus).

Caro leitor, quando vocé olha para uma flor linda por exemplo ou qualquer criatura dentre as criaturas de Deus que lhe encanta, vocé elogia esta criatura dizendo: Que linda é esta flor! Ou esta jóia, ou esta criatura… Mas esta criatura que vocé elogia não outorgou a sí mesma esta bela aparência… A flor não teve nenhuma intervenção em fazer de si linda ou o contrario, assim como a jóia não influenciou na sua grande criação/ obra de arte… E neste mundo nada colocou a beleza em sí mesmo, porém foi Deus - Glorificado e exaltado Seja – que as adornou, não elogiemos a criatura e esqueçamo-nos dO Criador… Digamos sim: Louvado seja Deus que criou belas coisas neste universo e louvores para Ele pela delicadeza das criaturas, que nos lembram da Sua grandeza.

E o método de Deus é digno de louvar-se; uma vez que Deus revelou o seu método para nos mostrar a senda  da rectidão e  nos afastar do caminho da perdição.

O método de Deus que revelou para Seus mensageiros já nos faz nos saber que foi Deus Quem criou-nos e criou o mundo para o nosso beneficio… A delicadeza da criatura e a sua grandeza indicam-nos que existe um Majestoso Criador… Mas esta é incapaz de nos informar quem Ele é? E o que Ele quer de nós? Por essa razão, Deus enviou seus Mensageiros para nos informarem que naturalmente foi Deus quem criou este universo e criou-nos e, isto revela que Ele é digno de ser louvado, adorado, O Único, que não possui parceiro.

E o método de Deus que é Alcorão Sagrado ilustra-nos o que Deus quer de nós? E como adorá-Lo? E isto faz com que atravessemos a jornada da vida com corações plácidos, relaxados, salvos de angústia e da perplexidade. Decerto que isto é digno de louvar.

E o método de Deus esclareceu para nós o caminho e instituiu correctamente o sistema de nossas vidas… Pois Deus não faz distinção alguma entre nós… E não prefere um acima do outro, excepto pela devoção e o temor, todos nós somos criaturas iguais perante Deus, O Magnificente.

Portanto: A leí de Deus (sharia), a palavra de Deus, e a justiça de Deus, são de Deus, enquanto que as leís humanas caracterizam-se em coadunarem-se com as paixões; há Preferencia de uns acima dos outros, e tomam-se direitos em detrimento dos outros; Por  essa razão encontramos em todos métodos do homem  uma injustiça humana.

Os órgãos do comité central nos países comunistas, são os detentores da luxúria e os donos da ostentação, enquanto que a nação vive na miséria; isto porque os que estabeleceram as leís (de economias centralizadas) seguiram suas paixões e colocaram seus interesses àcima de qualquer interesse e, o mesmo acontece nos paises capitalistas, os capitalista ganham vantagem em tudo que é de bom em detrimento de outros (pobres).

Não obstante, Deus quando revelou-nos o método, predeterminou com equidade entre os humanos, deu o de direito o seu direito e ensiou-nos como é que a vida estabelece-se na face da terra quando o ser humano distancia-se de colocar suas paixões na dianteira, e pauta pela submissão à justiça de Deus, e isto tudo é digno de louvar.

Deus merece da nossa parte o elogio; visto que Ele não cobra nada de nós, porém, Ele nos fornece abundamente. Entretanto, em todos os tempos, os homens tentaram explorar os seus seres semelhantes; porque eles cobiçam a riqueza e os bens que eles os outrem detêm, contudo, Deus não necessita nada do que detemos, Ele fornece-nos e não tira nada de nós, pois Ele (Deus) possui tesouro de todas as coisas, e isto vem confirmado na palavra de Deus – o Magnificente: (E não existe coisa alguma cujos tesouros não estejam em Nosso poder, e não vo-la enviamos, senão proporcionalmente). [Surat Al-Hijr:21]; Deus sempre dá as criaturas, e as criaturas sempre recebem favores de Deus, é como se a veneração de Deus lhe fornecesse e não levasse nada de si e,  isto é digno de louvar .

E Deus na Sua infinita misericórdia gosta que os seres humanos lhe peçam, o envoquem e recorrem à Ele, e isto é digno de louvar; Porque Ele protege-nos desonra no mundo; inequiparável a uma situação em que voce ao pedir algo a um rico, é indispensável que marque audiencia para o encontro com ele e fixar-se a duração do encontro, e por vez pode lhe constranger efectivamente, ao levantar-se para terminar a conversa… porém a porta de Deus – Glorificado e Exaltado Seja – está sempre aberta… (bastando) apenas levantar as suas mãos para o céu e envocar, pedir à qualquer momento, o que deseja, Pois Ele (Deus) lhe concederá todos pedidos se forem úteis para si… E o privará do que deseja caso for prejudicial para si.

E Deus lhe orienta-lhe que o invoque e o peça, Deus diz: (E o vosso Senhor disse: Invocai-Me, que vos atenderei! Em verdade, aqueles que se ensoberbecerem, ao Me invocarem, entrarão, humilhados, no inferno). [Surat Ghafir:60], e Deus – Glorificado e Exaltado seja – diz: (Quando Meus servos te perguntarem de Mim, dize-lhes que estou próximo e ouvirei o rogo do suplicante quando a Mim se dirigir. Que atendam o Meu apelo e que creiam em Mim, a fim de que se encaminhem). [Surat Al-Baqara:186].

E as dádivas de Deus são inesgotáveis e Seus tesouros nunca acabam; Pois Deus agraciou as criaturas de tudo quanto lhe pediram até conseguirem viver  afavelmente na terra.

Entretanto: As dádivas de Deus - Glorificado e Exaltado seja – são dignos de louvor… E a privação dessas dádivas também é digno de louvor. Deus diz no Sagrado Alcorão: (E se Deus prodigalizasse a Sua graça a todos os Seus servos, eles se excederiam na terra; porém, agracia proporcionalmente, porque está bem inteirado, e é Observador dos Seus servos). [Surat Ash-Shura:27].

E a existência de Deus é digno de louvor…  Deus na Sua Pessoa é digno de louvor, se não fosse pela justiça de Deus, as pessoas cometeríam tirania e injustiça na terra, porém Deus quando ataca o opressor faz dele um exemplo e assim as pessoas temem a opressão… E todo aquele que escapar duma pena do mundo pela sua insubordinação, sua opressão e sua ditadura, encontrará Deus no dia de julgamento para o acerto das contas, e isto é digno de louvor… portanto que saiba o oprimido que receberá sua recompensa e, que a sua alma se apazigue e o seu coração sossegue pelo facto de que existe o dia em que verá o seu opressor e que Deus tomará deste para repor o direito do oprimido e, assím não lhe atingirá a melancolia e, a sensação da amargura da opressão diminui quando souber que na verdade Deus é O Controlador do Seu universo e que  ninguém escapará da Sua justiça.

Portanto quando a gente diz: {Louvado seja Deus} expressamos várias emoções que no seu conjunto envolvem a veneração, amor, elogio, gratidão e reconhecimento…a maioria das emoções prenche a alma quando se diz: “Louvado seja Deus” todas elas carregam um elogio incapaz de agradecer devido a plenitude de Deus e Sua infinita misericórdia… estas emoções vem da alma e se estabelecem no coração… finalmente se espalham dos membros para o resto do universo .

Importa realçar que o dito “louvores para Deus” não é uma expressão que apenas é repetida na língua,porém, primeiro passa pelo coração até que se estabelece nele e se verifique nele seu impacto, em seguida se move para os membros, levanto-me e oro a Deus em gesto de agradecimento e todo meu corpo extreme, e os meus olhos deitam lágrimas e esta emoção toda transfere-se para os que estejam ao meu redor.

Se verificassemos minunciosamente nossas vidas, chegaríamos à conclusão que cada movimento é digno de louvor… vímos pessoas morrendo durante o sono e nós dispertamos do sono; foi Deus que devolveu para nós as nossas almas, e esta devolução é digno de louvor, quando levantamo-nos das nossas casas, Deus é quem nos concede a força de se locomover, se não fosse pela Sua graça não levantaríamos, e isto é digno de louvor… Quando tomamos o nosso café da manhã, foi Deus quem dispôs o sustento para nós com a Sua graça, foi Ele (Deus ) quem criou e foi ele quem fez brotar e foi Ele quem nos outorgou, e isto tudo é figno de louvor.

Quando estamos na estrada, Deus facilita e coloca a nossa submissão para nós o que nos transporta para nosso local de serviço, mesmo se possuímos veículo ou usamos meios de transporte públicos, todos louvores pertencem a Ele (Deus), quando falamos com pessoas, foi Deus quem concedeu as nossas línguas a aptidão de falar, se Ele quisesse fa-las-ia mudas, incapazes de falar, e isto é digno de louvor… Quando partímos para o nosso local de trabalho, Deus facilitou para nós um trabalho que pelo qual ganhamos o sustento lícito e, isto é digno de louvor… E quando regressamos as nossas casas encontramos nossas esposas, e é Deus que enche nossa felicidade dentro dos nossos lares com as nossas conversas, e isto é digno de louvor.

Portanto, cada movimento da vida, neste mundo, é digno de louvor… Por isso é indispensável que o homem seja sempre grato, proferindo {Louvado seja Deus}  expressão essa que carrega o sentido de louvar o Senhorio. A palavra Allah-Deus significa: o Adorado verdadeiramente… A veneração é um encargo, e o encaergo vem de Deus para Seus servos… Todos louvores pertencem ao Senhorio de Deus por ter nos criado e cumulado do nada; Pois o condescendido de favores, pode ser louvável nos olhos de todo mundo, mas o encargo é fatigante para certas pessoas… Se as pessoas soubessem o valor do encargo na Vida, louvaríam Deus por encarrega-los de praticar certas coisas e de não praticar outras…, visto que Ele (Deus) garante a não-colisão do movimento de suas vidas, e assim decorre o movimento da Vida apoiando-se um ao outro de forma harmoniosa. Entretanto, a primeira graça, é na verdade, o facto de que O Adorado (Deus) informou-nos o método da Sua adoração e, a segunda graça é facto de Ele ser certamente O Senhor do universo.

Nesta Vida terrena, existem obedientes e desobedientes, crentes e descrentes… os crentes entram na misericórdia específica de Deus, enquanto que a misericórdia absoluta do Senhorio de Deus engloba a todos… E nós louvamos a Deus pela misericórdia absoluta de Seu Senhorio e, O louvamos igualmente pela misericórdia específica destinada aos crentes, pois Ele é o Criador e é o Senhor do universo; Todo universo não sai do seu decreto… Que se apaziguem os homens na terra, pois as mercês são contínuas pelo Misericórdia específica… O sol é incapaz de por-se e dizer: Jamais brilharei, nem as estrelas podem colidir umas com as outras no universo, nem a terra pode conter a germinação de plantas, nem a membrana atmosférica pode afastar-se da terra, pois se isso acontecesse todo mundo sentiria um desconforto.

Entretanto, Deus - Glorificado e Exaltado seja – quer que os Seus servos fiquem tranquilos visto que Ele (Deus) é  O Senhor de tudo quanto existe neste mundo, nenhuma potência que serve ao homem pode abster-se de lhe dar assistência, porque Deus – Glorificado e Exaltado seja – é Soberano do seu mundo e de tudo quanto Ele criou, Ele é o Senhor do universo  e isto é digno de louvor… Por Deus – Glorificado e Exaltado seja - ter aprontado para o homem o que ele serve-se dela , Deus o tornou porém,  Senhor no seu mundo, por isso, o homem fiel não teme o amanhã, e como temer se Deus é Senhor do Universo?!

Portanto, Deus é louvado porque é Senhor do universo…  Neste mundo, nada pode sair do seu desejo real… entretanto quanto a misericórdia específica far-se-á sentir no dia do julgamento… O mundo é lar de teste da fé e o além é o lar da recompensa… Entre os humanos há os que não adoram a Deus, estes são iguais ao crentes, sendo abrangidos pela misericórdia absoluta nesta vida terrena, enquanto que na derradeira vida a misericórdia específica será exclusivamente para os fiéis… As mercês de Deus serão restritamente para os dilectos do paraiso e, a misericórdia de Deus será somente para os devotos.

É essencial considerarmos que o mundo se angustia pelo homem e, que este universo submísso a nós, que nos serve com decreto de debelação e exploração se angustia quando vê rebeldes, uma vez que este subjugado universo esta expugnantemente recto nos métodos de Deus… Quando o submetido vê o homem para qual o serve desobedecendo ao Criador, se entristece.

Portanto, se todas as mercês de Deus são dignas de louvor…então {O Soberano do dia do juízo} merece um grande elogio, porque se não existisse o dia da prestação de contas, salvar-se-ia quem encheu o mundo de maldades sem ser sansionado pelo que fez… E aquele que preservou as obrigações e os cultos, privou-se de gozos da vida terrena, na busca do contentamento de Deus, teria passado isso tudo na vida terrena em vão.Não obstante, como Deus – Glorificado e Exaltado seja – é O Soberano do dia do juízo, deu a equanimidade à toda existência… Esta soberania é para o dia do juízo, é ela que protege o fraco e o opromido e preserva a verdade neste universo de Deus… Na verdade o que impediu o mundo de se transformar em selva, onde o forte aproveita-se do fraco, o opressor aniquila o oprimido, é o facto de que existe vida eterna e prestação de contas e que na verdade Deus – Glorificado e Exaltado seja – julgará as Suas criaturas.

O homem íntegro nos métodos de Deus, sua integridade é útil até para outrem; Porque ele teme a Deus e dá a quem é de direito o seu direito, perdoa e tolera… Assim, todo que está ao seu redor já tirou proveito de suas nobres condutas e, por pautar pela verdade e a justiça.

Quanto ao homem rebelde, a sociedade sofre por ele; porque ninguém é seguro de sua malidade e, ninguém escapa de sua opressão… Por isso que existe o dia de ajuste de contas e as balanças… Saiba vocé que na verdade aquele que faz corrupção na terra, o dia de julgamento lhe aguarda… Não escapará por muito que seja a sua força e sua capacidade, que assim fique sossegado porque a justiça de Deus atingirá a todo opressor.

E podemos continuar com esta questão sem termos um fim, pois as mercês de Deus são incontáveis… E cada uma delas indica-nos a existência de Deus, e dá-nos uma evidência clara de convicção de que este universo tem um Inovador Criador… E que ninguém pode alegar ter criado este universo ou o que nele existe… Este assunto apenas restringe-se a Deus.

Louvado seja Deus que colocou nas nossas almas a fé inata e depois a estabeleceu com fé racional através da apreciação aos seus sinais no Seu universo para O adorarmos, O Único que não tem parceiros.

                                                                                           

Fonte na compilação deste tema: Tafssir do sheikh Muhammad Ash-Shaãrawi – Que Deus tenha misericórdia com ele – Surat Al-Fatihah.





The article is available in the following languages