EVIDÊNCIAS LÓGICAS DO ALCORÃO SOBRE A CONFIRMAÇÃO DO DIA DO JULGAMENTO, ATRAVÉS DE ALGUNS ATRIBUTOS DO CRIADOR


  Todos louvores pertencem a Deus, O Absoluto, O qual  seus atributos atingiram a perfeição, O Glorificado, O Puro o qual está isento de todos os defeitos. Testemunhamos que não há divindade  digna de ser adorada além dEle, O Único que não tem parceiro, Ele cria, ordena e julga; e testemunhamos também que Muhammad é profeta e mensageiro de Deus. Ó Deus, conceda bênçãos ao profeta e saudai-o permanentemente! Ó Deus, pedimos  a Ti a facilidade da entrada ao Paraíso das delícias e buscamos de Ti o refúgio  contra o fogo Infernal! Ora bem:

Decerto que este é um breve artigo que aborda no que concerne aos versículos do Alcorão, que constituem evidências lógicas sobre a confirmação (da existencia) do Dia do Julgamento, por um mero reconhecimento dO Criador ou alguns de Seus atributos. Como por exemplo: a sabedoria, a ciência, a soberania, a competência, o senhorio e a determinação.   

E baseado nisso, o tema em abordagem destina-se a dois grupos de pessoas, que são os seguintes:

  1. Aqueles que crêem; para que aumente a fé junto da  sua fé.
  2. Aqueles que reconhecem a existência do Criador mas não reconhecem a existência do Dia do Julgamento das suas acções.
  • O CRIADOR É CRIADOR – O Criador criou e ainda cria as criaturas e seus semelhantes. Entretanto, O Criador não criou uma única criatura, mas sim criou milhões de criaturas semelhantes. Portanto existem espécies humanas, animais, plantas e os seres inanimados. Nisso tudo há evidência lógica para todas as pessoas, em todas épocas e em todo lugar: Que nada impede O Criador que continue a criar (das espécies); e que volte a criar (pela segunda vez) os mortos para o Dia do Julgamento; Ele é Criador, Criativo, criou e dá vida as Suas criaturas...

conforme O Glorificado diz:                                                                                                                            

{Porventura, Quem criou os céus e a terra não será capaz de criar outros seres semelhantes a eles? Sim! Porque Ele é o Criador por excelência, o Onisciente!} [Yá-Sin:81]  e diz num outro versiculo{ Vossa criação e ressurreição não são mais do que (o são) a de um só ser; sabei que Deus é Oniouvinte, Onividente.} [Lucman:28]

  • O CRIADOR É CRIADOR – O Criador criou e cria as criaturas e seus semelhantes – Os pares:                                                                                                   

Dentre a diversidade perfeita no processo da criação das criaturas semelhantes, O Criador criou também os seres em pares, como os homens e mulheres, os animais machos e fêmeas, os pares das plantas e outros, tudo isso mostra logicamente sobre o poder do Criador em dar a vida ao ser humano no Dia do Julgamento.                                                                         

{Não foi a sua origem uma gota de esperma ejaculada. Que logo se converteu em algo que se agarra, do qual Deus o criou, aperfeiçoando-lhes as formas. De qual fez dois sexos, o masculino e o feminino? Porventura, Ele não será capaz de ressuscitar os mortos?} [Al-Quiamat:37-40]

  • O CRIADOR É CRIADOR – O Criador iniciou a criação:                                                     

Por certo, aquele que reconhece O Criador, também reconhece que foi Ele Quem iniciou a criação, e aquele que inicia é capaz de fazê-la retornar muitas vezes.                                                                                                                                 {Ele é Quem origina a criação, logo a reproduz, porque isso Lhe é fácil.} [Ar-Rum:27]

  • O CRIADOR É CRIADOR – O Criador criou coisas e espécies maiores:                                        

Aquele que carrega algo mais pesado é capaz de carregar o mais leve, e aquele que cria coisas maiores como os céus e a terra, é capaz de criar o menor, como o ser humano; conforme Deus (o Altíssimo) disse: { Seguramente, a criação dos céus e da terra é mais importante do que a criação do homem; porém, a maioria dos humanos o ignora. Jamais poderão equiparar-se o cego e o vidente, tampouco os fiéis, que praticam o bem, e os iníquos. Quão pouco meditais!  Sabei que a Hora chegará, indubitavelmente; porém a maioria dos humanos não crê nisso.} [Gháfir:56 – 59]

  • O CRIADOR É CRIADOR – O Criador criou as situações:                                                  

As criaturas mudam suas situações entre o sono e o despertar, entre a força e a fraqueza e entre a vida e a morte; como a lua muda entre a lua nova e cheia; e como o sol muda entre o nascer e o pôr-do-sol. E logicamente o Criador que muda as situações a partir de uma situação para outra é capaz de mudar a situação do universo mundano para o universo do julgamento; conforme disse o Glorificado:                                                             

{Quando o céu se fender. E obedecer ao (mando do) seu Senhor, em seu temor. E quando a terra for dilatada. E arrojar tudo quanto nela há, e ficar vazia. E obedecer ao (mando do) seu Senhor, em seu temor. Ó humano, em verdade, esforçar-te-ás afoitamente por compareceres ante o teu Senhor. Logo O encontrarás! Quanto àquele a quem for entregue o registro na destra. De pronto será julgado com doçura. E retornará, regozijado, aos seus. Porém, aquele a quem for entregue o registro, por trás das costas. (Este) suplicará, de pronto, pela perdição. E entrará no tártaro. Por se ter regozijado entre os seus. E por ter acreditado que jamais compareceria (ante Nós)! Pois sim! Em verdade, seu Senhor o via. Juro, pelo crepúsculo róseo. E pela noite, e por tudo quanto ela envolve. E pela lua, quando está cheia. Que passareis em plano a plano. Por que, pois, não crêem?} [Al-Inchiqaq:1-20]

  • O CRIADOR É CRIADOR – O Criador criou a morte e a vida:                                           

A mente assiste diariamente o processo de revitalização dos mortos e morte dos viventes dentre seres humanos e animais, e tudo isso mostra que o Criador possui o atributo de dar a vida e conceder a morte em todo momento; e logicamente não há impedimento nenhum em dar vida aos mortos em qualquer momento; conforme o Glorificado diz: {Somos Nós que damos a vida e a morte, e a Nós será o retorno. Tal acontecerá, no dia em que a terra se fender acima deles (e eles saírem) apressadamente (dos sepulcros): isso será a congregação, fácil para Nós.} [Qaf:43-44]

  • O CRIADOR É CRIADOR – O Criador criou a morte e a vida – As plantas:                                                                                                                           

Dentre os apectos que revelam a perfeição do atributo de revitalizador do Criador, é que Ele revitaliza a terra através das plantas; entrentanto aquele que retira e revitaliza milhões de plantas vivas de terras mortas é capaz de ressuscitar as pessoas para o Dia do Julgamento; conforme o Glorificado diz: {E observai que a terra é árida; não obstante, quando (Nós) fazemos descer a água sobre ela, move-se e se impregna de fertilidade, fazendo brotar todas as classes de pares de viçosos (frutos). Isto, porque Deus é Verdadeiro e vivifica os mortos, e porque é Onipotente. E a Hora chegará indubitavelmente, e Deus ressuscitará aqueles que estiverem nos sepulcros.} [Al-Hajj:5-7].

 

 

  • O CRIADOR É CONHECEDOR:

Na verdade, o Criador criou as mentes dos sábios e todo tipo de sabedoria Ele é Conhecedor, e é preciso que o Conhecedor recompense o bem ao benfeitor e recompense o malfeitor com o mal; como por exemplo acontece com o gerente com seus subordinados dedicados assim como os negligentes.                                                     

 Portanto, aquele que alegar que o Criador, o Conhecedor, o Misericordioso pelos crentes e Severo para com os malfeitores igualará (no tratamento) entre os praticantes do bem e os praticantes do mal, que os ressuscitará em vão e os deixará a toa sem julgamento, teria acusado o Criador com qualidades inúteis, falsos, e como sendo brincadeira, diversão e loucura.{Pensais, porventura, que vos criamos por diversão e que jamais retornareis a Nós?} [Al-Muminun:115]                                                                                       

{E não foi em vão que criamos os céus e a terra, e tudo quanto existe entre ambos! Esta é a conjectura dos incrédulos! Ai, pois, dos incrédulos, por causa do fogo (infernal)! Porventura, trataremos os fiéis, que praticam o bem, como os corruptores na terra? Ou então trataremos os tementes como os ignóbeis?} [Saad:27-28]                                                                                               {A retribuição à bondade não é, acaso, a própria bondade?} [Ar-Rahman:60]                                                                                                                                     {Crêem, acaso, os malfeitores, que poderão iludir-Nos? Quão péssimo é o que julgam!} [Al-Ankabút:4]

  • O CRIADOR É SÁBIO:

Se o gerente faz gestão sobre seus funcionários extraindo informações de presenças e ausências, dedicação e negligência ao trabalho, em seguida não julgá-los, ele é um gerente tolo; porque colheu informações formidáveis em vão, para benefício nenhum.                                                                                                                                  

Assim como o reconhecimento pelo Criador obriga reconhecer através da Sua sabedoria pelas criaturas e Suas acções aparentes e latentes. E quem tiver toda essa informação exacta acerca das criaturas não contabilizaria em vão sem alguma sabedoria por trás disso, Ele apenas contabiliza para julgar o servo sobre as acções.                                                                                                       

{Será o dia em que Deus os ressuscitará a todos e os inteirará de tudo quanto tiverem feito. Deus o memoriza, enquanto eles o esquecem, porque Deus é Testemunha de tudo. Não reparas em que Deus conhece tudo quanto existe nos céus e na terra? Não há confidência entre três pessoas, sem que Ele seja a Quarta delas; nem entre cinco, sem que Ele seja a sexta; nem que haja menos ou mais do que isso, sem que Ele esteja com elas, onde quer que se achem. Logo, no Dia da Ressurreição, os inteirará de tudo quanto fizerem, porque Deus é Onisciente.} [Al-Mujadalat:6-7]

{ E os que renegam a Fé dizem: “ A hora não nos chegará”. Dize: “Sim! Por meu Senhor! Com certeza chegar-vo-á. PelO Sabedor do invisível. Não escapa dEle peso algum de átomo, nos céus nem na terra. E nada há menor que isto nem maior, que não esteja no evidente Livro.”}. [Saba - 3]

  • AO CRIADOR PERTENCEM O FINAL DAS COISAS E A ELE SERÁ O RETORNO PORQUE É SOBERANO, SENHOR E GUARDIÃO:

O Soberano: Por certo aquele que cria as criaturas é o seu Soberano, e logicamente é necessário um dia em que se retornará e se certificará que todas as soberanias pertencem realmente ao Criador. Deus (Glorificado seja) diz:                                                                                                                                             

{Ao contrário, dizem o mesmo que diziam os seus antepassados. Porventura, quando morrermos e nos tivermos convertido em ossos e pó, seremos ressuscitados? Havia-nos sido prometido o mesmo, tanto a nós como aos nossos antepassados; porém, isso é não mais do que fábulas dos primitivos. Pergunta-lhes: A quem pertence a terra e tudo quanto nela existe? Dizei-o, se o sabeis! Responderão: A Deus! Dize-lhes: Não meditais, pois?} [Al-Muminun:81-85]                                                                                                         

{Seu é o reino dos céus e da terra, e a Deus retornarão todos os assuntos.} [Al-Hadid:5]

  • O Guardião: É preciso que os seres humanos voltem-se ao Criador deles porque é o Guardião deles no qual lhes dá a vida e lhes concede a morte; Ele é quem os criou assim como os animais trazendo as descendências a partir de  descendentes ( de outros ascendentes); Ele é quem criou os céus e a terra e possui as suas chaves; e é Ele quem tem o sustento e controla o seu aumento e a sua diminuição; é Ele quem tem o poder absoluto, o conhecimento absoluto e é Ele que não se assemelha a nada.                                                                                                              

Portanto, Ele continua Guardião, então é preciso que seres humanos observem o dia que retornarão para o seu Guardião, no qual possui o final das coisas; conforme diz, O Altissimo, Glorificado seja: {Se a morte chegar a algum de vós, os Nossos mensageiros o recolham, sem negligenciarem o seu dever. Logo, retornarão a Deus, seu verdadeiro Senhor. Não é, acaso, Seu o juízo? Ele é o mais destro dos juízes.} [Al-Aniam:61-62]

  • O Senhor:

 É preciso que as criaturas voltem-se ao seu Criador, pois eles são servos, seguidores, criados e o Criador é o Senhor deles, que é o Senhor dos mundos.                                                                                            

{Dizem (os incrédulos): Quando formos consumidos pela terra, seremos, acaso, renovados em uma nova criatura? Qual? Eles negam o comparecimento ante o seu Senhor! Dize-lhes: O anjo da morte, que foi designado para vos guardar, recolher-vos-á, e logo retornareis ao vosso Senhor.} [As-Sajdah:10-11]                                                                                                            

{E que pertence ao teu Senhor o limite.} [Na-Najm:42]. -  {Nesse dia, se dará o comparecimento ante o teu Senhor.} [Al-Quiamat:12]. – {Sabe (ó Mensageiro) que o retorno de tudo será para o teu Senhor.} [Al-Alaq:8]. – {Não é certo que estão em dúvida quanto ao comparecimento ante o seu Senhor?} [Fussilat:54].                                                                                                                      {Sabei que tudo quanto existe nos céus e na terra comparecerá, como servo, ante o Clemente.} [Mariam:93].                                                                                        

Portanto, os aliados, os criados, os servos, ao voltarem-se para o seu Soberano, seu Senhor e seu Guardião, não há qualquer superstição, charlatanismo e nem fábulas, como pensa aquele que nega a existência do Dia do Julgamento!

  • O CRIADOR DETERMINOU OS DESTINOS E DENTRE OS MAIS IMPORTANTES É QUE ELE DETERMINOU ESTE MUNDO COMO SENDO UM LUGAR DE TESTE:                                                                              

Aquele que quer testar seres humanos como estudantes e funcionários, proporciona-lhes um local adequado, tempo adequado e condições apropriadas.                                                                                                                                     

Assim como O Criador determinou para que este mundo seja lugar de teste; então começa quando o ser humano atinge a idade adulta em sucessivas gerações; conforme O Glorificado diz: { Ele foi Quem vos designou legatários na terra e vos elevou uns sobre outros, em hierarquia, para testar-vos com tudo quanto vos agraciou. Teu Senhor é Destro no castigo, conquanto seja Indulgente, Misericordiosíssimo.} [Al-Aniam:165]                          Ele (Criador) determinou o teste para um término prefixado como os testes dos seres humanos; Deus diz: { Porventura não refletem em si mesmos? Deus não criou os céus, a terra e o que existe entre ambos, senão com prudência e por um término prefixado. Porém, certamente muitos dos humanos negam o comparecimento ante o seu Senhor (quando da Ressurreição).                                                                                                            

Ele determinou em terminar o teste pela morte do ser humano e não há retorno depois disso.

{Não reparam, acaso, em quantas gerações, antes deles, aniquilamos? Não retornarão a eles. Todos, unanimemente, comparecerão ante Nós.} [Yá-Sin:31-32]                                                                                     

Ele (Criador) defeniu as necessidades adequadas para que se concretize o teste, como por exemplo o abastecimento de água a partir das nuvens e poços; supri-los de comida a partir dos animais, das árvores e suas sombras e flores; Seu fornecimento da luz solar, a lua e estrelas para conhecer os horários, as direcções e as estações de plantação; fornecimento de rios e mares com seus alimentos, belezas e a embarcação de navios, o fornecimento de casais para gerar filhos e o fornecimento de ar para a respiração, os ventos...e outros; conforme Deus diz: {Enobrecemos os filhos de Adão e os conduzimos pela terra e pelo mar; agraciamo-los com todo o bem, e preferimos enormemente sobre a maior parte de tudo quanto criamos.

Um dia convocaremos todos os seres humanos, com os seus (respectivos) imames. E aqueles a quem forem entregues os seus livros na destra, lê-los-ão e não serão defraudados no mínimo que seja. Porém, quem estiver cego neste mundo estará cego no outro, e mais desencaminhado ainda!} [Al-Isrá:70-72]. E Deus diz em outro versículo: {Temo-vos enraizado na terra, na qual vos proporcionamos subsistência.} [Al-Araf:10].                                         

  E o Criador determinou a diversificação de meios e materiais de teste; e preparou para eles coisas que é possível lidar com elas de maneira boa ou ruim; por exemplo: adquirir bens materiais por meios correctos ou incorrectos; e o exemplo de uso material que mata ou salva as pessoas; o exemplo de consumir comida boa ou estragada; e o exemplo de proporcionar meios para o matrimônio ou fornicação; conforme o Glorificado diz: {Toda a alma provará o gosto da morte, e vos provaremos com o mal e com o bem, e a Nós retornareis.} [Al-Anbiyá:35].

  • CONCLUSÃO:

 Aquele que nega a existência do Dia do Julgamento após aquelas evidências, ele vive em ilusões longe da realidade, da razão e do instinto natural.                                                                                                                                             

Ele negou e esqueceu o que ele reconheceu que o Criador é Criador e Criativo, Ele iniciou a criação, criou o maior, criou o similar, criou as coisas em pares, criou a noite e o dia, criou o sono e o despertar, criou a morte e a vida, faz germinar as plantas, criou as situações, e naturalmente O Criador é Sábio, Detentor da sabedoria e justiça.                                                                                                                     

E O Criador é para com os indivíduos bons, Benfeitor, Benevolente, Misericordiador, Belo, Agradecido.                                                                                                                             

O Criador para com os malfeitores é Dono da vingança, dureza, vitória, grandeza e onipotência; e Ele é Severo no castigo, na punição e na transgressão; Ele é Poderoso, Capaz e Determinante; Ele é o Altíssimo, o Superior; Ele é Firme e Ciente por todas coisas, e que Ele é um Grande, Orgulhoso e um Subjacente.                                                                                       

O Criador é Sábio, Oniouvinte, Onividente, Vigilante, Observante, Amável, Ciente, o Sabedor do invisível e do visível, uma verdade clara.                                        

  E o final feliz das coisas pertence ao Criador, a Ele será o retorno, porque é o Guardião, Guardião de nossos assuntos, e porque nada se assemelha a Ele, e Ele nos ouve e nos vê, Ele criou os céus e a terra e tem os seus comandos, e Ele controla o sustento dos servos no aumento e na estimativa, e porque Ele é que controla a linhagem das criaturas, maridos e filhas e prole; então este é o Senhor no qual devemos confiar e a Ele voltar-se arrependidos.

 Ao Criador pertence o final feliz das coisas e a Ele retornamos, Ele é o Soberano no qual lhe pertence a soberania e é o Senhor dos mundos. Ele é que determinou a predestinação.                                                                        

  E o negador sobre o Dia do Julgamento atribui ao Criador atributos negativos como por exemplo: atributo de incapaz de dar a vida aos mortos, atributo de tolo e ignorante; alegando que deixará o servo em vão sem julgá-lo, atributo de fraco porque não se vinga dos malfeitores, atributo de cruel porque não honrará os indivíduos benfeitores, atributo de pobre porque não tem posses, e as criaturas não se voltam a Ele, o atributo de servidão pois não é um Senhor no qual os servos voltam-se a Ele e o atributo de dependência, alegando não ser um Guardião que possui o final feliz das coisas. Portanto, este é um breve artigo que aborda a respeito dos versículos que confirmam a existência do Dia do Julgamento de forma lógica.

 





The article is available in the following languages